Quem é promovido

/Quem é promovido
Quem é promovido 2018-03-20T16:08:07+00:00

Quem conseguir enxergar sua empresa um ou dois níveis acima do nível hierárquico que ocupa tem mais chances de ser promovido do que aqueles que somente veem a vida da posição onde estão.

Um analista que se comporta apenas como analista, um gerente que teima apenas em ser gerente, um estagiário que vive sua vidinha de estagiário ou até mesmo um diretor que não se comporta como acionista NÃO SÃO CANDIDATOS À PROMOÇÃO.  Atributo raro, comportar-se como se já ocupasse uma ou duas posições acima da sua não é tarefa para a maioria. Este comportamento inclui a  aceitação de responsabilidades, a postura de trabalho e o interesse acima do que o atual cargo exige, mas não inclui qualquer arrogância ou irresponsabilidade com o próprio cargo.

Exemplo: um assistente financeiro compreende que faltam padrões em sua área e isto gera baixa produtividade e muitas falhas. Ele deve elaborar um relatório repleto de fatos e de dados e solicitar uma reunião com o gerente da área para demonstrar suas observações e expor suas sugestões. Eu mencionei uma reunião e não um email bombástico com cópia para uma dúzia de pessoas.

Quem “só faz a sua parte” é um funcionário mediano e mostra-se incapaz de ocupar cargos acima do seu. Demonstrar “dor de dono”, inconformismo com a situação atual, ter senso de urgência e muita capacidade de execução são atributos especiais, mas que podem ser praticados do estagiário até o presidente da empresa.

Uma pequena parte das pessoas é que faz a diferença. Uma grande empresa é formada por 5% de profissionais que têm os atributos acima e que realmente têm ambição positiva e sonhos grandes e 95% de gente que sabe obedecer de forma absolutamente disciplinada. Gente treinada na sua rotina e que também deve ter o “espírito de dono”, atributo e, grande parte FORÇADO pelos 5% que fazem a diferença. Forçado ou não, o importante é que todos pratiquem.

A seleção natural deixa poucos no alto da pirâmide. Raras vezes vi um sujeito chegar lá sem o comportamento de, não importando o cargo que  estivesse ocupando, enxergar pelo menos um nível acima do seu. A maioria é burra e alega que “não ganha para isto”. Vão passar a vida inteira contando centavos.

Paulo Ricardo Mubarack – www.mubarack.com.br